Inteligência estratégica na era digital

A Verteego esteve no evento de “Inteligência estratégica na era digital: visão da start-up X corporate” organizado pela
Comissão de Inteligência Estratégica da Câmara de Comércio França Brasil e conduzido por Julien Lafouge, Diretor LATAM do BlaBlaCar.

O propósito do evento era pontuar os contrastes por vivenciados nas startups e nas grandes corporações no que se refere à inteligência estratégica e provocar uma discussão sobre os benefícios da utilização das tecnologias digitais 

A tecnologia digital tem um papel cada vez mais importante na estratégia das organizações – foco para a análise de dados em busca de melhoria de performance. Relembrando que o termo estratégia tem sua origem na área militar como a arte de dirigir tropas. E nada mais lógico que levar em consideração os dados para tomar as decisões para traçar sua estratégia de maneira optimal na prática.

O ponto importante a reter é que o constante rever da estratégia apoiada em dados e a agilidade de modificar o produto de sua empresa oferece de acordo com o mercado a cada momento é uma realidade hoje – e crucial para a sobrevivência da empresa. Claro, agir desta maneira é mais fácil para empresas que já nasceram assim, como a BlaBlaCar – onde todas as decisões são baseadas nos dados de usuários (eventualmente dados externos) e possuem métricas que evoluem constantemente. As grandes corporações também vêm trabalhando para se organizar e digitalizar os processos mas, obviamente, isto toma mais tempo.

Retorno do marketing diário X fechar o relatório do trimestre passado

Generalizando, as grandes corporações necessitam de mais tempo para poder mudar, digitalizando os processos para automatizar a consolidação dos dados e geração de relatórios. Desta maneira, ela estaria apta a, por exemplo, realizar ações de marketing passíveis de serem medidas concretamente, ou seja, entender seu real impacto e revê-la (ou aprimorá-la) o quanto antes, se for o caso. 

Empresas bem sucedidas aplicam tecnologia digital e capacidade analítica em todos os departamentos.

Ter dados (e análises) em tempo real permite a tomada de investimentos de acordo com a efetividade da ação e, logo, agilidade. Exemplo de agilidade: 6 dias após uma reclamação de um usuário no twitter, a Tesla implementou uma mudança em seu serviço.