Connected Smart Cities 2016

A 2ª edição do Connected Smart Cities aconteceu no Armazém da Utopia no Rio de Janeiro nos dias IMG_43658 e 9 de junho e contou com o Apoio Internacional da Business France. Os dois dias foram voltados à divulgação de tecnologias e discussão, objetivando a inovação e melhorias para deixar as cidades mais inteligentes e conectadas. Durante a cerimônia de abertura, foi divulgado o Ranking Connected Smart Cities 2016 premiando as cidades nos eixos: Urbanismo, Inovação Social, Mobilidade, Captação de Recursos, Energia, Governança, Tecnologia e Inovação, Meio Ambiente, Segurança, Empreendedorismo e Economia Criativa. Confira a seguir alguns resultados da edição 2016 do Connected Smart Cities.

O Ranking Connected Smart Cities foi desenvolvido em parceria da Sator com a Urban Systems e Thomaz Assunção, presidente da empresa, apresentou brevemente os 73 indicadores dentro dos 11 setores (citados acima) percorridos transversalmente por economia, governança e qualidade de vida. Em seguida, as premiações segmentaram as cidades por tamanho, região e eixos. No geral, a melhor colocada este ano foi São Paulo, seguida por Rio de Janeiro e Curitiba.

Apesar do destaque das capitais entre as cidades vencedoras no ranking, Ipojuca – PE obteve a primeira posição no setor Segurança, apresentando taxas baixas de acidentes de trânsito e homicídios, por exemplo. Outro destaque foi a cidade de Guarapuava – PR no eixo Energia, que conta com fontes de energia elétrica alternativas pra o abastecimento da cidade. Por região do país, Recife venceu na região nordeste e consta entre as 10 primeiras posições pelo segundo ano consecutivo. Palmas foi a vencedora na região norte, com a melhor posição também no eixo Saúde em sua região. No centro-oeste a cidade vencedora foi Brasília. São Paulo venceu na região sudeste, além de obter a primeira posição nos eixos Mobilidade e Acessibilidade e Tecnologia e Inovação no país. Curitiba foi a cidade vencedora na região sul, além de obter a primeira posição em Governança e Urbanismo no ranking geral.

Reginaldo Cordeiro, Secretário Municipal do Urbanismo e representante de Curitiba no evento, recebeu 4 prêmios, com destaque para a cidade com melhor Governança e também primeiro lugar no eixo Urbanismo (os outros foram 3° lugar no Brasil e 1° na região Sul). Segundo Cordeiro, o prêmio por Governança foi em virtude da desburocratização, da transparência, agilidade e inovação no conjunto de serviços da cidade. Redução de prazos de projetos, transparência e democratização no conselho de urbanismo com a participação de entidades, regulamentação de food-trucks são alguns exemplos.

Você pode checar tudo sobre o ranking 2016 aqui.

IMG_43691